As Caldeiras a Lenha são equipamentos que permitem fazer o aproveitamento do calor para um sistema de aquecimento central. A permuta de calor é feita através do corpo da caldeira para a água que circula no seu interior. Uma caldeira convencional com um circuito de fumos tradicional apenas promove a troca de calor no trajecto directo entre a câmara de combustão e a exaustão, já uma caldeira de chama invertida, através da inversão de chama promovida por um ventilador, cria um circuito de fumos longo que aumenta em muito a área de permuta dos gases de exaustão.

Apesar da eficiência ser muito superior nas caldeiras a lenha de chama invertida, o extenso circuito de fumos leva a um abrandamento da velocidade de saída dos gases criando a necessidade de manutenção mais regular. Também a qualidade do combustível e do sistema de extracção, ou chaminé, assumem uma maior relevância quando se instala uma caldeira de chama invertida.

As caldeiras a lenha convencionais, por terem um circuito de fumos directo, expelem muito mais rapidamente os gases de combustão e uma percentagem muito superior dos resíduos de combustão e fuligem são arrastados conjuntamente com os gases. A simplicidade da caldeira convencional torna a sua operação e manutenção muito mais simples.