Para salamandras e recuperadores de calor existem diversos tipos de lenha. As lenhas de maior densidade, como a lenha de azinho, de carvalho, eucalipto ou de sobreiro são as melhores em termos de produção de calor, rendimento e consumo, no entanto, deve-se ter em conta que a sua composição dificulta o acendimento.

A lenha de pinho, por ser um tipo de lenha resinosa, deve ser usada com moderação, esta lenha traz algumas vantagens no acendimento em relação aos outros tipos de lenha, mas acarreta mais manutenção quer seja com recuperador de calor ou lareira, e requer mais limpeza da sua chaminé.

A lenha pode classificar-se em duas categorias, baixa e alta densidade, mais macia ou dura, esta classificação mede-se de acordo com o peso em kg por m³ de matéria:

Lenha macia ou de baixa densidade: pesa em média cerca de 300-350 Kg/m³ – pinheiro, choupo, abeto, eucalipto, castanheiro entre outros. É de queima mais rápida, produzindo um calor forte, o que a torna excelente para iniciar o fogo, mas como queima rápido requer recarregar mais frequência a lareira ou recuperador de calor.

Lenha dura ou de alta densidade: pesa cerca de 350-400 Kg/m³ – azinheira, carvalho, ulmeiro, faia, entre outros. Esta lenha é mais densa e muito menos resinosa, por isso irá queimar mais lentamente, produzindo um calor mais duradouro, evitando os abastecimentos mais frequentes.