No momento de decidir qual a salamandra mais adequada para a sua casa pense que esta deve ir de encontro às suas expectativas em termos de eficiência e design. Trata-se de um investimento num equipamento cuja finalidade é aquecer a sua casa mas que, inevitavelmente, tem um forte impacto estético nas divisões onde é colocado.

Quando falamos neste tipo de salamandras é importante referir que ambas são muito eficientes e económicas. Estes equipamentos possuem um grande poder calorífico e uma combustão eficiente que se traduzem numa chama estável e duradoura. Por outro lado, existe a contrapartida da produção de fumo e libertação de partículas resultantes da combustão. Isso implica a existência de uma chaminé por onde essas substâncias possam ser expelidas para o exterior. Por sua vez, a existência de uma chaminé será responsável por uma perda de calor significativa.

Apesar de a lenha ser um combustível de baixo custo, os pellets são uma forma de biocombustível obtido através de subprodutos como serradura ou outros resíduos de madeira. Ou seja, evita desperdícios, ocupa menos espaço e produz menos cinza de que a lenha. Nesse aspecto, para quem procura uma salamandra ecológica e com um grande poder calorífico, as salamandras a pellets são as mais indicadas.

Em contrapartida, quem prefere o tradicional estalar da lenha a arder deve considerar as salamandras a lenha. São equipamentos fantásticos com uma presença robusta e de grande personalidade. O combustível é económico e o poder calorífico é extraordinário.

A escolha de um ou outro equipamento também está relacionada com o seu estilo de vida uma vez que as salamandras a pellets são programáveis e a sua ignição é automática.