Tanto os briquetes como os pellets são produtos obtidos a partir da compactação de biomassa, que substituem a lenha. Eles podem ser produzidos com resíduos de madeira que seriam descartados. Os briquetes e pellets são fontes de energia renovável, que contribuem para diminuir as emissões de gases de efeito estufa na atmosfera. Além de gerarem produtos com poder calorífico maior do que o da lenha, a briquetagem e a peletização apresentam como vantagens a agregação de valor à biomassa, a uniformidade de tamanho e a facilidade de armazenamento.

O que são briquetes?

Os briquetes de madeira são blocos de madeira triturada e compactada. Um combustível 100% ecológico e renovável, fabricado a partir de serradura de madeira que, quando compactada a 1 000 kg de pressão, torna-se num produto com alto poder calorífico classificado como biomassa sólida. ​

O modo de uso dos briquetes é semelhante ao da lenha tradicional, pelo que podem ser usados ​​em qualquer equipamento onde a madeira seja utilizada, tal como em fogões, lareiras, salamandras, fornos e caldeiras. ​É um produto fácil de transportar e limpar. A combustão dos briquetes é calma, constante e não produz muito fumo.

O que são pellets?

Pellets são cilindros pequenos, com alguns milímetros de diâmetro, criados a partir da serradura de madeira. É um combustível totalmente natural, catalogado como biomassa sólida. ​

São feitos a partir de serradura seca natural sem qualquer aditivo, já que se utiliza a própria lenhose contida na serradura como aglutinante, comprimindo-a a alta pressão para formar cada elemento, o que os torna numa composição muito densa, dura e com grande poder calorífico. ​Este processo de compactação também lhes confere uma aparência brilhante, como se estivessem envernizados, tornando-os mais densos que a madeira original. Para maximizar o potencial deste produto é aconselhável fazer a sua combustão apenas em equipamentos apropriados. ​

Nos últimos anos o uso de pellets e briquetes tornou-se popular enquanto biocombustíveis produzidos a partir de biomassa. São dois termos que tendem a ser confundidos, podendo não ser claro porque optar por um ou por outro. ​Explicaremos de seguida quais são as diferenças e semelhanças entre briquetes e pellets, bem como as principais vantagens de cada um destes combustíveis.

Diferenças:

Dimensão: a dimensão dos pellets varia entre 6 mm e 16 mm, enquanto os briquetes possuem diâmetro superior a 50 mm. A peletização é um processo de extrusão mais exigente que a briquetagem. As prensas são mais exigentes e processo mais selectivo com resíduos.
Equipamento (recuperador, salamandra, caldeira): Os briquetes são usados em salamandras, recuperadores e caldeiras que consomem lenha, sendo mais acessíveis que os equipamentos a pellets. Para usar pellets é necessário que tenha uma caldeira ou fogão apropriado, pelo que é necessário fazer um investimento inicial maior.
Automatização: Não é possível automatizar a alimentação de um dispositivo para queima de briquetes, terá que o fazer manualmente. ​Por seu lado, os equipamentos a pellets incorporam um sistema de alimentação automática, pelo que terá apenas que assegurar a existência de combustível disponível no depósito.
Densidade: A densidade dos briquetes é de 1 000 kg por metro cúbico. A densidade das pellets é de 600 kg por metro cúbico. Os briquetes podem ser preparados em diferentes formatos e tamanhos, de acordo com o tipo de compactadora utilizada. No entanto, as dimensões são justamente a maior diferença entre os briquetes e os pellets. Estes, normalmente, têm diâmetro entre 6 e 16 mm e comprimento de 25 a 30 mm, enquanto aqueles têm diâmetro entre 50 e 100 mm e comprimento entre 250 a 400 mm.

Semelhanças:

– Princípio do processo de fabrico: Briquetagem e peletização são processos de densificação energética de biomassa (transformação de estilha em combustível sólido). O princípio do processo de briquetagem é o mesmo da peletização, a plastificação da lignina.
– Armazenamento: Graças à forma geométrica das briquetes o seu armazenamento é fácil, tal como os pellets.
– Alta densidade
– Alto poder calorífico
– Baixa humidade
– Manipulação fácil
– Baixo teor de cinzas
– Alta inflamabilidade
– Fácil transporte
– Composição ecológica e natural

Antes de efectuar a compra de qualquer equipamento deverá analisar os prós e contras. Para finalizar destacamos a principal vantagem dos pellets e briquetes:
Principal vantagem – briquetes: ​Podem ser usados num dispositivo de biomassa específico ou em qualquer outro destinado à queima de madeira tradicional.
Principal vantagem – pellets:​ O sistema de alimentação automática.

Ambos os combustíveis são uma boa escolha para um sistema de aquecimento doméstico. Contudo, cada um tem as suas vantagens e desvantagens. Este artigo pretende esclarecer as diferenças e semelhanças entre estes dois combustíveis naturais.

International customers please find us at www.smartfire.eu

  • Salamandra Granada - Canto 10 kW

    Salamandra Granada – Canto 10 kW

    423,00
  • Salamandra a Lenha Nº6 12kW

    311,00
  • Salamandra Granada - Frente 10kW

    Salamandra Granada – Frente 10kW

    386,00