Muitos dos clientes que nos contactam não sabem quais as diferenças entre as salamandras a lenha ou pellets.

Ao escolher uma salamandra deve ter em conta não só o investimento inicial e a estética mas também o seu estilo de vida.

Salamandras a Lenha:

As salamandras a lenha utilizam a lenha como fonte de alimentação que é um combustível barato de fácil acesso. Deverá ter espaço suficiente para armazenar grandes quantidades de lenha.

Dentro das salamandras a lenha podemos fazer a escolha mediante 3 parâmetros: design, tipo de aquecimento e material.

  • Design: Quanto ao design existem dois tipos de salamandras a lenha, as  tradicionais com aspecto mais trabalhado e estilo vintage e as modernas com linhas simples e minimalistas.
  • Tipo de aquecimento: Existem salamandras que aquecem por convecção natural (não necessitam de electricidade), com ventilação (convecção forçada e necessitam de energia) e para aquecimento central.
  • Material: Se estiver ausente de casa durante o dia, o melhor é optar por um acabamento em aço. Isto porque, o aço permite um rápido aquecimento do equipamento, levando pouco tempo para aquecer a casa após a ignição. Por consequência, também arrefece mais rápido. Neste tipo de salamandras, por vezes, a câmara de combustão é forrada a vermiculite ou cerâmica para reter e dissipar mais eficazmente o calor. Se estiver presente em casa durante o dia, irá precisar de um conforto contínuo e de manter a temperatura ao longo do dia. Nesse caso, o ferro fundido é o acabamento mais adequado. Este mantém o calor por mais tempo, apesar de demorar mais para começar a aquecer. Desta forma conseguirá ter um ambiente confortável durante muito tempo. O ferro fundido é um material de extrema resistência e durabilidade, com uma elevada expectativa de vida.

As salamandras a lenha destacam-se pelo impacto visual das chamas. No que diz respeito aos preços, estes equipamentos comportam um investimento inicial mais reduzido. Uma das desvantagens da lenha comparativamente aos pellets, é o seu armazenamento.  Outra questão relevante é a sujidade, ao manipular a lenha podem cair pequenos pedaços. As salamandras a lenha têm uma autonomia limitada, ou seja, têm de ser recarregadas frequentemente e não são de acendimento automático.

As salamandras a lenha só aquecem a divisão onde estão instaladas, não existem salamandras a lenha com saídas de ar quente canalizáveis.

Salamandras a Pellets:

Os pellets consistem num combustível sólido, produzido a partir de madeira e aparas, estes têm uma forma de granulado. São um combustível 100% natural, limpo e eficaz, que proporciona uma combustão mais limpa.

Uma das grandes vantagens das salamandras a pellets reside no facto de o acendimento ser automático e pode ser programável. A queima por dosagem é uma maneira muito eficaz para reduzir o uso excessivo dos pellets, além de manter a temperatura do ambiente sempre regulável e estável, pode também configurar a velocidade do sistema de ventilação. Ou seja, é a própria máquina que faz a gestão dos pellets tendo em conta a temperatura pretendida. Graças ao depósito de pellets incorporado na máquina não necessitam de um abastecimento regular. Ter aquecimento a Pellets é o fim do fumo e do cheiro a queimado (que pode ser decorrente de uma chaminé inadequada ou da incorrecta abertura da porta). Para a sua instalação apenas necessita de uma saída para o exterior, de forma a extrair o dióxido de carbono.

Existem salamandras a pellets que aquecem por convecção natural (sem ventilação), com ventilação forçada ou para aquecimento central. As salamandras ventiladas podem ter saídas de ar quente canalizáveis para outras divisões.

Os equipamentos a pellets possuem rendimentos superiores aos de lenha mas comportam um investimento inicial mais avultado.

No entanto, o aquecimento a pellets obriga a uma constante manutenção e limpeza. Os equipamentos a pellets com as suas diversas sondas obrigam a uma cuidada manutenção para não originar erros de funcionamento. Outra situação que deve ter em atenção, é que existem poucos fabricante de pellets, portanto deve considerar qual a marca que pode ficar mais em conta (não sacrificando a qualidade) e até fazer stock de pellets.

Uma outra desvantagem reside no facto de não existir ainda, grande diversidade ao nível do design de salamandras a pellets e a chama não é tão atraente.

  • Salamandra a Pellets 2 saídas Canalizáveis Esther 10kW

    1.908,00
  • Salamandra a Pellets 2 Saídas Canalizáveis IZAR 12kW

    2.073,00
  • Salamandra a Pellets Isabella 10kW

    1.657,00
  • Salamandra a Pellets Slim Meissa 10kW

    1.999,00
  • Salamandra Boreal Slim 12 - Marfim

    Salamandra 2 Saídas Canalizáveis Boreal Slim 11kW

    2.295,00
  • Salamandra K2 10kW

    1.499,00
  • Salamandra a Pellets Delia 12kW

    2.404,00
  • Salamandra a Pellets Subtil 9kW

    1.165,00